A inteligência artificial e o mercado segurador

A inteligência artificial e a sua aplicação prática em todas as áreas do nosso quotidiano deixou de ser um conceito abstrato e longínquo – é uma realidade cada vez mais evidente, com claras vantagens. E a sua aplicabilidade estende-se, inclusive, ao sector das seguradoras, beneficiando não só as empresas, mas também os clientes.


A inteligência artificial aqui e agora

O lançamento do ChatGPT pela OpenAI, um chatbot de inteligência artificial que utiliza toda a informação disponível online para efetuar tudo desde escrever artigos ou compor músicas a criar itinerários de viagens, fazer traduções e até programar código, relançou o poder da tecnologia de aprendizagem automática e a sua aplicabilidade multiplica-se a uma velocidade estonteante.

 

Qual será o impacto da inteligência artificial no mercado segurador?

Tal como noutros sectores, a inteligência artificial também apresenta vantagens promissoras no que toca ao mercado segurador, nomeadamente em 5 áreas-chave:

 

1. Avaliação de riscos

Tradicionalmente dependente da informação fornecida pelos segurados, e sabendo que esta pode conter erros e/ou omissões, a inteligência artificial vai permitir uma análise mais profunda de cada caso, uma vez que terá à sua disposição várias fontes de informação online, tais como avaliações, reclamações e redes sociais, entre outras para melhor avaliar os riscos inerentes. Isto também permite a criação de propostas mais personalizadas e ajustadas às reais necessidades dos clientes.

 

2. Deteção de fraudes

Com uma capacidade automatizada muito elevada para analisar dados e padrões, as tecnologias de inteligência artificial vão ser cada vez mais cruciais na deteção de possíveis comportamentos fraudulentos no âmbito do mercado segurador, diminuindo custos e trazendo rigor, transparência e confiança para todos os processos. 

 

3. Redução de erro humano

São vários os motivos pelos quais se chama inteligência artificial a esta tecnologia e a sua capacidade de reduzir o erro humano é apenas mais um. No âmbito de uma seguradora, a informação dos clientes passa por várias mãos o que invariavelmente pode criar falhas de comunicação, demoras, distrações e, claro, vários outros erros facilmente atribuídos ao comportamento humano. Com os algoritmos precisos da inteligência artificial o erro humano é significativamente reduzido.

 

4. Processos otimizados

Se a inteligência artificial vai ajudar as seguradoras a avaliar riscos, processar reclamações, detetar fraudes e reduzir a probabilidade de erro humano de forma muita mais rápida e eficiente, todos os processos serão altamente otimizados e todos os intervenientes ganham com isso. Os clientes ganham ainda com o acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana, às plataformas das seguradoras através dos já amplamente implementados chats – uma ferramenta que se tornará ainda mais competente. 

 

5. Melhor apoio ao cliente 

Graças às potencialidades da inteligência artificial, as seguradoras vão ter processos cada vez mais otimizados, claros e fiáveis, o que por sua vez irá permitir a apresentação de propostas de seguros mais atrativas, que vão realmente ao encontro daquilo que o cliente necessita, assegurando um benefício preço-qualidade altamente interessante. O resultado? Clientes satisfeitos e relações duradouras. 

 

A introdução da inteligência artificial será mais um passo sólido nesta revolução digital que irá capacitar ainda mais o mercado segurador e trazer vantagens para todos os seus intervenientes.

RElated Posts
Esteja onde estiver, nós vamos encontrá-lo
16 Abr, 2021
Nova Marca RNA
01 Nov, 2019